Mais 120 famílias terão casa própria
08 de Outubro de 2011
A+ A-

CAMPINA VERDE - Ocorreu dia 30 de setembro na Avenida 23 cerimônia de assinatura de contrato de novas moradias no conjunto Habitacional Tuta Severino. A mesa de autoridades composta pelo prefeito municipal, Reinaldo Assunção Tannús presidente da Câmara Municipal, Franco Nero de Moura Souza, Secretário Municipal de Habitação Ildo Arantes Coimbra, Gerente Geral da Caixa Econômica Federal, Sérgio Nunes, Representando a Superintendência da Caixa Econômica Federal, convidamos o Gerente Regional de Habitação Marciano de Freitas Matos, Luis Marques de Barros Filho Superintendente Financeiro/Administrativo da PDCA Engenharia, Gerente de Contratos Cleusmar Tomaz, Diretor da PDCA Engenharia o Engenheiro Civil, Wagner Oliveira Júnior.

 

 Foram firmados 120 contratos entre mutuários, Prefeitura Municipal, Caixa Econômica Federal, através do Programa Minha Casa Minha Vida, e a PDCA Engenharia. A empresa, com 16 anos de atuação no mercado, já permitiu a mais de sete mil famílias brasileiras o acesso à casa própria.

 

A Prefeitura Municipal de Campina Verde, com o objetivo de diminuir o déficit habitacional do município doou os terrenos para construção das novas moradias no Conjunto Habitacional Tuta Severino, empreendimento que beneficiará famílias que desejam morar em sua casa própria. Em Campina Verde, este é o 2º módulo do Residencial São Vicente, cuja construção iniciou em outubro, previsão de ser finalizada em maio de 2012 representando um investimento de R$ 4.812.000,00.

 

As casas possuem 41,62 m², dois dormitórios, piso cerâmico e laje nos ambientes internos, 100% de infraestrutura e uma planta que permite ampliação. 

 

Representando o superintendente da Caixa Econômica Federal, o gerente Regional de Assuntos de Habitação, Marciano de Freitas Matos, falou da satisfação de estar em Campina Verde sua terra natal e ver que o desenvolvimento chegou. “Sabemos que hoje em Campina Verde os terrenos estão na faixa de 20 a 30 mil reais e vocês estão assinado um contrato de aquisição da casa própria no valor de 40 mil reais e com certeza ao receber esta casa ela estará valendo o dobro deste valor, olhando este slogan “Nunca se fez tanto em tão pouco tempo” comentei com o prefeito Reinaldo e podemos afirmar que a Caixa nestes últimos 3 anos firmou  financiamento de mais de 600 casas em Campina Verde isto representa um número maior  do que fizemos nos anos anteriores há 2009 e podemos dizer que em 2011 iremos  fechar com mais de 500 unidades. Campina Verde esta em desenvolvimento e vocês são os principais beneficiários, e temos que frisar que a parceria Caixa Econômica Federa, Prefeitura Municipal e Câmara Municipal são importantes para o crescimento  de um município”, finalizou Marciano.

 

O prefeito Reinaldo Tannús falou que fez do seu mandato, uma administração de servir e excluir do dicionário a palavra ‘perseguição’. Para ele, nessa administração não impera o ‘pensamento’ que temos de servir apenas aqueles que são nossos companheiros. Segundo ele, foi determinado que todos tivessem que ser atendidos com a mesma consideração e respeito. “Fico muito satisfeito quando um companheiro nos procurar, mas me sinto realizado de servir um cidadão que não votou em mim, mas que reconhece publicamente que tenho trabalhado em prol do bem comum”.

 

O Legislativo sempre do meu lado, agiu com bom senso, aprovando programas sociais e projetos sociais afirmaram Reinaldo concluindo: “Foi feita uma reunião extraordinária para aprovar a lei de doação de 280 lotes a pessoas que estão excluídas dos programas de habitação, porque não se enquadram nas exigências, onde 10% destes terrenos serão vendidos para custear o programa que beneficiará também pessoas com mais 60 anos e 25% destinados aos funcionários da prefeitura que ganham até dois salários mínimos”, ressaltou.

 

Reinaldo informou que dentre poucos dias fará entrega das primeiras 30 casas do Programa Minha Casa Minha Vida e COHAB – MG, e na ocasião assinará um protocolo de mais 50 casas na presença do presidente da COHAB e apresentará o protocolo de outras 50 que foi feito o ano passado.

 

Falou das dificuldades, da burocracia afirmou que valeu a pena a persistência. “Sei da importância de uma família pode ter um lugar para mora, ter um lar isso significa cidadania e dignidade. Mas nossa luta não para, continuaremos buscando soluções para diminuir o déficit habitacional do município com outros projetos e finalizou afirmando que é muito gratificante compartilhar este momento de alegria que é realizar o sonho da casa própria, parabenizou a todos e agradeceu por ter confiado que este sonho seria realizado.

Veja também

COLUNA SOCIAL
PONTO CULTURAL
VEJA TAMBÉM
ENQUETE
O que você vai fazer com o Décimo Terceiro?